//Links
- Amar-ela
- Banheiro Feminino
- Beat Bossa
- Blog Cidadão
- Blog do Juca
- Blog do Tas
- Blogol
- Blônicas
- Clarinha
- Conversa de Mulheres
- Do que as mulheres gostam
- Esdrúxula
- Esferogáfica Azul
- Hormônios femininos
- Idade da Pedra
- Minha vida e nada mais
- Mulé Burra
- Não abafe, desabafe!
- Psicólogo Neurótico
- Simpatia e Esculacho
- Tati Bernardi
- Terapia da Palavra
- Tudo que elas querem
- UOL - O melhor conteúdo
- 02 Neurônio
- Até onde vai?



//Votação

- Dê uma nota para o meu blog
- Indique este blog


//Contador

//Histórico

- 16/12/2007 a 22/12/2007

- 25/11/2007 a 01/12/2007

- 11/11/2007 a 17/11/2007

- 28/10/2007 a 03/11/2007

- 07/10/2007 a 13/10/2007

- 23/09/2007 a 29/09/2007

- 16/09/2007 a 22/09/2007

- 09/09/2007 a 15/09/2007

- 19/08/2007 a 25/08/2007

- 22/07/2007 a 28/07/2007

- 03/06/2007 a 09/06/2007

- 29/04/2007 a 05/05/2007

- 01/04/2007 a 07/04/2007

- 11/03/2007 a 17/03/2007

- 11/02/2007 a 17/02/2007

- 28/01/2007 a 03/02/2007

- 14/01/2007 a 20/01/2007

- 31/12/2006 a 06/01/2007

- 17/12/2006 a 23/12/2006

- 26/11/2006 a 02/12/2006

- 19/11/2006 a 25/11/2006

- 17/09/2006 a 23/09/2006

- 20/08/2006 a 26/08/2006

- 13/08/2006 a 19/08/2006

- 06/08/2006 a 12/08/2006

- 30/07/2006 a 05/08/2006

- 23/07/2006 a 29/07/2006

- 16/07/2006 a 22/07/2006

- 09/07/2006 a 15/07/2006

- 02/07/2006 a 08/07/2006

- 25/06/2006 a 01/07/2006

- 18/06/2006 a 24/06/2006

- 11/06/2006 a 17/06/2006

- 04/06/2006 a 10/06/2006

- 28/05/2006 a 03/06/2006

- 21/05/2006 a 27/05/2006

- 14/05/2006 a 20/05/2006

- 07/05/2006 a 13/05/2006

- 30/04/2006 a 06/05/2006

- 23/04/2006 a 29/04/2006

- 16/04/2006 a 22/04/2006

- 09/04/2006 a 15/04/2006

- 02/04/2006 a 08/04/2006

- 26/03/2006 a 01/04/2006

- 19/03/2006 a 25/03/2006

- 12/03/2006 a 18/03/2006

- 05/03/2006 a 11/03/2006

- 26/02/2006 a 04/03/2006

- 19/02/2006 a 25/02/2006

- 12/02/2006 a 18/02/2006

//Créditos




?

Esse aperto no peito que nao passa.
A duvida que nao sai da minha cabeca.
O medo de ter errado.
A ansiedade pela resposta.
Ate quando?



- Postado por: Aurélia às 15h50
[ ] [ envie esta mensagem ]






Espera...

Mesmo tentando fugir, por mais que eu tente esquecer, muitas vezes tentando fingir e demonstrando que esta tudo bem, e que eu nao preciso de voce, mostrando que as coisas estao bem assim, o que eu sinto agora e uma saudade de tudo aquilo que nao tivemos.
Um beijo, que com certeza teria sido o melhor. Uma conversa franca, que com certeza nos uniria de vez. Mas, nao. Ambos fugimos um do outro, e por mais que as coisas sempre nos encaminhem um para o outro, estamos sempre em caminhos opostos. Nossas vidas quase nunca se cruzam.
E aqui fico eu. Tentando captar um sinal divino que me faca acreditar que tudo aquilo que esta nitido pra mim - a falta que eu sinto de voce - e verdade.
As vezes acho que não somos o melhor um para o outro. Tanta coisa em comum assim me assusta e me faz ficar descrente em qualquer amor que vivi em toda minha vida. Me faz achar que voce e um sonho, e que a realidade pode ser bem diferente de tudo aquilo que eu imagino.
As vezes acho que poderíamos ser
O melhor pra nós dois, diante de tantas evidencias assim.
Nao sei se agora seria a hora. Nao sei se ha tempo definido para se amar. O que sei, e o que me inspira e que se isso tudo realmente for amor, e se formos realmente feitos para estarmos juntos, o tempo so nos fara bem.
Nos tornara mais perfeitos um para o outro. Enfim, nao importa... Por isso tudo... eu posso esperar...



- Postado por: Aurélia às 21h02
[ ] [ envie esta mensagem ]






Verdes Olhos

Quando pensei que nao haveria de ter afeicao nenhuma no mundo que coubesse a mim, vi nos olhos daquele menino a luz que jamais havia visto. Havia ali uma vida a ser vivida. A inocencia que so ele poderia ter. A esperteza que nao cabia a um menino de 5 anos. Sem ele saber, foi ele quem me fez perceber que a vida pode ser mais bela do que eu penso. E de que o amor nao precisa ser apenas o carnal. Ha tambem o amor familiar, o amor fraternal, este que surgiu desde o momento em que eu o vi. Aqueles olhinhos verdes foram quem me fizeram me apaixonar pela vida. Pela minha vida.
 



- Postado por: Aurélia às 22h10
[ ] [ envie esta mensagem ]






Encontro das aguas

"Aprendi com a dor
Nada mais e o amor
Do que o Encontro das Aguas..."
(Jorge Vercilo)

E quando nao ha o encontro das aguas? e se por exemplo tratarem-se de aguas longinquas que nunca se encontrem?
Se ha realmente uma tampa para cada panela, quem garante que se encontrarao os verdadeiros conjuntos de tampas e panelas?
E se isso simplesmente nao acontecer?
Como vivemos sem esse encontro das aguas? Como viver sem ter alguem em quem pensar quando ouvimos "Teu amor pode estar do seu lado"? Por mais que haja alguem ao seu lado e voce sabe que esse alguem nao e o alguem com quem voce fara o encontro das aguas?
E se "esse amor hoje vai pra nunca mais voltar"? E se tivermos perdido a chance que tivemos de encontrar nossa respectiva agua? O encontro torna-se entao mais dificil pois a mesma agua nao passa novamente pelo mesmo lugar.
E se voce viu esse amor passando e o deixou seguir. E se voce nem sequer
vir esse amor passar?
Simples.
Voce quer gritar, mas segura a voz.
Quer chorar, mas consegue soltar um sorriso...

http://www.youtube.com/watch?v=LJZ0JTn5YNg



- Postado por: Aurélia às 14h51
[ ] [ envie esta mensagem ]






Mentiras, dores e lagrimas

What do you get when you fall in love?
A guy with a pin to burst your bubble
That's what you get for all your trouble
I'll never fall in love again...
What do you get when you fall in love?
You only get lies and pain and sorrow,
So for at least until tomorrow
I'll never fall in love  again...

http://www.youtube.com/watch?v=edgnfXGELgU&mode=related&search=The%20Carpenters%20Karen%20Richard%20Close%20To%20You%20Never%20Fall%20In%20Love%20Again

Diga-me quem souber...
Na verdade... o que podemos ganhar quando nos apaixonamos?
O que fica no fim sao apenas as dores, as esperancas partidas, os sonhos desfeitos.
Lembrancas de momentos bons, que sempre poderiam ter continuidade segundo nossos achismos.
Coisas que poderiam ter sido, que nao foram por algum descuido particular.
Mentiras.
Foi o que tinha que ser.
E a verdade e que as coisas sao bem mais tristes do que as queremos que sejam.
Sonhos. Vivemos baseados nos romances, nas novelas, nos filmes... Acreditamos que a vida real pode ser um comercial de margarina.
E quando por alguns momentos voce parece viver a vida perfeita, percebe que em seguida, o feijao queima, o principe vira sapo, e voce la esta sozinha de novo.
O que voce pode ganhar quando se apaixona? Mentiras, dores e lagrimas?



- Postado por: Aurélia às 19h19
[ ] [ envie esta mensagem ]






.................

Mesmo você sabendo que ama a pessoa errada, tem esperança de estar errado, então qualquer atitude positiva que ela fizer vai fazer você esquecer o quanto ruim essa pessoa é para você...

http://www.youtube.com/watch?v=XUEaipAZhR0

 



- Postado por: Aurélia às 18h34
[ ] [ envie esta mensagem ]






Alguem assim...

Eu queria viver um amor que fosse maior que tudo. Queria sentir os olhos dele me olhando como se eu fosse a mais bela do mundo. Como se eu fosse a unica responsavel pela sua felicidade.
Queria alguem que me dissesse que vai lutar sobre todas as coisas pelo meu amor.
Queria alguem que cultivasse em mim uma saudade imensa, a ponto de um dia ser uma eternidade, Alias, queria sentir saudade de alguem.
Queria que alguem me cantasse uma cancao e me fizesse suspirar.
Nao sei mais o que e um suspiro apaixonado.
Queria um beijo que me fizesse tremer as pernas, um olhar que me deixasse boba, uma voz que me entorpecesse.
Queria algo que nao sei onde devo procurar, ou se ja tenho ao meu lado.

http://www.youtube.com/watch?v=vgrkPjrA1Ss



- Postado por: Aurélia às 18h59
[ ] [ envie esta mensagem ]






Sociedade...

Trate-me como boba, que eu ja aprendi a me fazer de desintendida para poder me manter onde estou.
Tudo bem, vou fazer de conta que nao vejo sua apatia, nem tampouco os erros grotescos que comete.
Nem vou sequer olhar para o lado quando te ver falando aquelas besteiras que me fazem ter vontade de estrangular, tamanha a raiva que voce me proporciona.
Vou fingir que nao escuto seus erros de portugues grotescos, como os `fazidos` ao inves de feitos.
Vou tentar nao rir mais quando voce vira motivo de alguma brincadeira justamente por se meter onde nao deveria.
Prometo que vou apenas tentar fazer meu trabalho... Mantendo-me  ilesa da irritacao que voce me causa...
Isso enfim e aquilo que se chama de viver em sociedade.


- Postado por: Aurélia às 21h59
[ ] [ envie esta mensagem ]






Sempre assim

Esses momentos de falta do meu eu me causam posteriores remorsos das coisas que fiz sem dever ter feito.
São palavras, atos, expressões, tons de voz. Tudo que em um segundo se expressa e que leva tanto tempo pra se extinguir ou sequer se suavizar da memoria de outrem.
Se me perguntarem meu maior desejo, respondo prontamente: dominio próprio. Nao o possuo ainda com inteireza. Nao consigo omitir minhas expressões, meus descontentamentos.
Falo as vezes demais. Tenho opiniões particulares e as vezes me vejo como egoísta, tentando defender meu ponto de vista.
Faço pessoas que eu amo se ferirem com minhas palavras e depois fico me remoendo de arrependimento.
Será que vai ser sempre assim?


- Postado por: Aurélia às 19h15
[ ] [ envie esta mensagem ]






Retomada

Fiquei por um tempo longe, mas estou de volta... e para esta volta nada melhor do que esta musica que ouvi e me apaixonei...

A Gente Esquece (Paulinho da Viola)

A gente esquece um samba
E faz um outro samba
A gente perde um grande amor
E acha um outro amor
Você morreu no meu peito
E no meu peito nasceu
Não um outro amor
Mas essa indiferença sem saudade
Sem tristeza e sem rancor

A gente tem uma esperança
E vai vivendo
A gente canta até na hora de sofrer
Já fiz um samba que perdi
Onde eu dizia veja bem
Que não havia mais ninguém
Senão você

(...) Ela sentiu-se estranha quando percebeu que a saudade já não apertava tanto. Sentiu um remorso por pensar em outro alguém.



- Postado por: Aurélia às 17h50
[ ] [ envie esta mensagem ]






Indo

As coisas perderam um pouco do pouco sentido que tinham. Apesar de ter sido sempre sozinha, sinto falta dos momentos em que sozinha eu estava com você.
Ainda lembro de quando tudo estava bem.
Ainda choro de lembrar como tudo se tornou insuportável.
Ainda tenho receio de conhecer outro alguem.
Ainda receio as noites de sabado, pois não me acostumei ainda a pensar no que fazer...


- Postado por: Aurélia às 11h49
[ ] [ envie esta mensagem ]






Sem aviso...

Agora o que fica mesmo é o vazio.
A falta do afago. As maos que me envolviam. As palavras muitas vezes ríspidas que me dirigia. A falta de uma companhia nessa dura tarde de outono, que pra piorar cada vez fica mais fria.
Sabia que não havia mais solução.
Não sabia apenas que ia ser tão difícil assim.



- Postado por: Aurélia às 16h16
[ ] [ envie esta mensagem ]






You treat me like I´m a Princess

Como pode você vir me dizer de repente que acha especial?
Por que me disse que as fotos estão lindas, principalmente eu?
Como assim meus pés são lindos? Pés? Como você foi reparar no meu pé e deixou escapar meus muitos defeitos?
Como você pode falar de coisas que eu adoro, sem ao menos ter me conhecido há tanto tempo? Você adivinha minha vida?
Como de uma maneira linda você fala de mim? e exalta minha doçura? Nunca fui doce... só com você...
Você quer me ganhar apesar de mim mesma? Como eu faço agora pra fingir que não ouvi essas coisas que sempre quis ouvir? Como eu faço pra tentar não me entregar. Como eu faço pra vencer meu medo e enfim me render a sua gentileza? Como eu faço pra enxergar que eu mereço sim ser tratada como uma princesa e não como uma plebéia?
...
Uns me dizem que é melhor não resistir, e pelo menos desta vez me entregar...


- Postado por: Aurélia às 21h44
[ ] [ envie esta mensagem ]






Distante

Então está certo... Não há mais outra solução para nos, além da distância.
Só ela talvez possa mostrar o quão profundo foi ou é aquilo que acreditamos ser o amor.
Hoje eu vivo uma duvida. Não creio ser isso amor. Não acho que o amor seja estupido, nem frio, nem calculista, nem impiedoso. Não acho que o amor seja constantemente sofredor, e que seja um colecionador de lágrimas.
Acreditava naquele amor do principio, onde tudo eram sorrisos e arrepios de alegria.
Hoje já não conheço este sentimento. Ao seu lado vejo tudo como uma escassez de sentidos. Um sabor inodoro, um cheiro oco e um sabor insosso.
Tenho medo de errar. De ser dura demais. De não estar valorizando todo o passado.
Quem sabe a  distância... Quem sabe o tempo possa me esclarecer todas essas duvidas, que há tempo não saem do meu pensamento...


- Postado por: Aurélia às 00h55
[ ] [ envie esta mensagem ]






o Maior amor da vida

Como saber se é você realmente tudo o que eu preciso ou o que posso vir a precisar e anelar por toda minha vida?
Aquela verdade que as pessoas dizem que a gente sente, aquela campainha que dizem que a gente ouve tocar... Se ela não toca, como a gente sabe que é isso mesmo o que chamam de amor?
Como saber ao certo se ele é realmente a pessoa com quem devo acordar por todas as manhãs de minha vida e aquele com quem devo me reencontrar ao final de cada dia arduo de trabalho? Como saber se é ele o meu apoio e a quem eu devo apoiar?
Como estar certo de que este é o maior amor da minha vida, sem ter conhecido outros amores e outras desilusões?
Como saber se o que eu sinto é ainda o maior sentimento do mundo e que por ninguém isto poderia ser maior? Como distinguir o tolerável da submissão, o aceitável do abuso, a liberdade do desrespeito, o amor do medo de ser só?



- Postado por: Aurélia às 23h35
[ ] [ envie esta mensagem ]






Espera

Eu poderia passar o dia sentindo aquele cheiro que me faz te enxergar aqui. Eu poderia te trazer pra perto apenas com as recordaçoes que eu guardo comigo. Eu poderia repetir mil vezes a musica que você cantou pra mim para tentar ouvir de novo a sua voz. Eu poderia passar noites acordada viajando e pensando em como seria se ainda estivéssemos juntos. Eu não me importaria de reler aqueles muitos bilhetes que guardei, apenas pra te sentir aqui. Eu poderia apenas te ouvir, de longe, te esperando a cada minuto. Eu não me importaria de passar noites solitárias, se soubesse que seu pensamento está comigo. Eu não me importaria de te esperar se eu tivesse certeza que ficaríamos juntos...



- Postado por: Aurélia às 20h34
[ ] [ envie esta mensagem ]






Vc é de que tempo?

E eis que o começo de tudo de lhe reaparecera, como que num passe de mágica, e como se já fosse esperado. Em um novo começo, os erros passados são esquecidos e só são levados em conta as novas estratégias para a vitória.
O êxito... Todos estão atrás dele... E ele só se será de um.
Uns tem mais ânsia do que o outro.
Muito tempo na espera, uma constatação de que ainda é o melhor, uma busca por um presente nunca obtido. Diversos motivos em volta de algo tão único e tão comum. Algo tão animal e sublimamente humano.
Eis o significado de um novo campeonato aos boleiros.
Em dias de hoje, triste é dizer que este sofrimento em busca da vitória parte em maior relevância unicamente dos torcedores, enquanto, os atores do filme da bola, estão mais preocupados com o próximo salário e com seu futuro na Europa.
Bons tempos aqueles do Pelé do Santos, do Garrincha do Botafogo, do Ademir da Guia e do São Marcos do Palmeiras...
Craques de um time só?
Coisa rara no futebol hoje em dia... Rogerio Ceni e Marcos? Os remanescentes? Aquele que souber de mais algum me avise. Anseio por aumentar esta lista.
Não sou do tempo do futebol arte, do futebol amor... Sou do tempo do futebol 3ª maior fonte de renda. Do futebol exportador de talentos. Do futebol que perde uma Copa do Mundo pela explosão de egos de um conjunto.
Mas sim sou do tempo em que uma partida de futebol altera meus ânimos. Sou do tempo em que uma vitória me faz gritar e uma derrota faz bater.
Sou do tempo em que ouvir um jogo no radinho de pilha - hoje pela internet - é mais emocionante que pela tevê. Sou do tempo em que a gazeta esportiva agora é site e não mais aquele jornal que falava tudo sobre esporte.
Sou do tempo em que as camisas de times encareceram, buscando cada vez mais parecerem-se com as antigas.
Enfim, sou do tempo da raça do Felipão e não da apatia do Parreira (...)




- Postado por: Aurélia às 21h53
[ ] [ envie esta mensagem ]






Se você pudesse ater sua atenção a mim apenas por um momento ia notar que eu já não sou a mesma.
Ia notar que eu já estou diferente de como era e de que meu apego a você tem diminuído.
Ia notar que em nossa volta existem aqueles que gostariam de ter o meu cuidado, o qual você não tem se importado em ter.
Às vezes me pego pensando em quando isso tudo aconteceu ou o que pode ter gerado tudo isso...
Por que ficarmos assim? Como se tudo fosse um detalhe e como se fôssemos comuns apenas um ao outro.
Não sei também até que ponto isso tudo é normal, se estou exagerando, ou se estou acomodada demais...
Só sei que assim, nada tem me feito bem ou estimulada a tentar consertar as coisas...

Se uma voz não responde
A quem jurou tanto amor
Quer dizer que está perto do fim
Por ser de vidro, se quebrou
Se quem jurou, hoje vive
De se lembrar que sonhou
Não quer ver que o sonho acabou
É hora de se acordar
Na vida tudo muda, não tem volta
Revolta ver meu bem se ausentar
Eu não posso entender
Eu não quero entender
O nosso amor se acabar
Meu coração, na verdade
Se esqueceu de parar
Não quis ver que o tempo passou
Tem medo de dizer "goodbye"
Não quis ver que o tempo acabou
Tem medo de dizer "goodbye"



- Postado por: Aurélia às 18h13
[ ] [ envie esta mensagem ]






Advertising

Talvez ninguém entenda esta minha admiraçao por você. Talvez eu até exagere ao ponto de te achar um exemplo de vida.
Talvez você ainda pense que sua vida hoje é simplesmente fruto da sorte, e que não houve um trabalho, uma luta, uma força de vontade, um sonho.
Talvez você nunca tenha imaginado o quanto você se tornou um exemplo para mim, ou apenas uma história que eu gosto sempre de contar pra alguem...


"Everybody loves your life, but you..."

Mas não há como saber o que se passa em sua mente... O que te faz achar que nada valeu a pena? O que te faz pensar que teus erros foram tão graves e vãos, a ponto de achar que ninguem aprendeu com eles?
Ainda acho que estamos aprendendo. Hoje, olho sua vida e vejo quantas vitórias você teve e todas superando erros que muitos consideravam fatais.

"I was scared, but I wanted looking a lot like you"



- Postado por: Aurélia às 10h54
[ ] [ envie esta mensagem ]






Doce veneno

Por tanto tempo eu te protegi, pra tentar mostrar para mim e para os outros que tudo era perfeito e que você era perfeito.
Por tanto tempo fingi que estava  tudo bem e que nada abalaria o castelo de cristal que eu mesma construi.
Fiquei achando que podia continuar encenando uma peça e esqueci que posso enganar a todos, menos a mim mesma.
Por que é tão difícil acreditar nas mentiras que invento?

***********

Com o tempo a gente aprende a se tornar dependente das coisas a que estamos habituadas. Não que sejam coisas fundamentais... mas parecem ser coisas sem as quais não poderiamos viver sem. Doces venenos que nos induzem a pensar que somos incompletos e que precisamos de algo mais para sermos completos...



- Postado por: Aurélia às 17h56
[ ] [ envie esta mensagem ]